LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 6 de maio de 2012

Sedução

Há segredo atrás daquelas montanhas
O pé da colina se cobre de sombra
E a lua se faz cúmplice em artimanhas.
Cá do alto enxerga-se uma mulher na penumbra

Ela sai das águas lentamente,
Reluzida ao brilho da lua clara
seu corpo se faz num rio escandente
que se divide sensual e sem fala.
Lá em baixo o mar embebe-se de amor
e os meus olhos se embaçam alucinados.

Aquieto-me numa pedra escorregadia e aprazível,
Aforquilho-me numa fenda ao meio das rochas.
iço em imaginação o meu corpo em cordas de tochas;
Desço junto dele toda vontade irreprimível.

Ela é um rio de prazeres ilhado pelos sulcos tempestuosos.
Perde-se entre arrebento até escoar-se na cachoeira
e por uma delas deixo-me entrar:
Vou até ao pedestal santo e fico indelével
seus cabelos embevecidos tocam os meus ombros…
Tão somente eu continuo ali agachado atrás da luneta
e sanando as minhas têmporas em escombros

Aquela mulher às vezes se casula nas ondas,
outras vezes fica no recital das margens.
ela se ergue, esparzi a areia,
despe-se da sua pele molhada,
deita-se ao dorso de uma pedra
seu corpo reluz como se fosse brilho constelar.

Ah! Que bom seria se ela adivinhasse que lá em cima
A lua não só lhe faz vigia
como também se satisfaz em plagiar uma borboleta.

de - J.Vitor