LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 16 de agosto de 2014

Noite fria

J.Vlemes

Minha senhora foi embora
Ela, que passa as noites em minha cama, foi embora.
Ela se deita de lado, eu faço conchinha em sua costa,
Tento invadir a noite fria, tento encontrá-La. Ela foi embora. Depauperado, fungo a minha existência em seu pijama, ajeito o braço que em longas horas adormecem primeiramente. Depois a noite vem, quase que irreal, entre o sonhos e pesadelos. Minha senhora foi embora. Ficaram os quadros nas paredes, vazios.
Alguns deles escorrem como se fossem tintas frescas, outros, só a moldura e o vidro continuam fiéis. A coluna na sala que sustenta o álbum de família perdeu o verniz, ele é agora, quase igual aos meus pensamentos, apagado, sem compreender o erro que fiz.
De repente, quase que pelo amanhecer, ouço na cozinha, barulhos do café. Afoito, empurro os cobertores, e vou depressa para me encontrar com ela.

Ela voltou. Tudo não passou de uma noite aflita.