LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Cumplicidade

J. VLemes
Quando estou contigo,  o sonho é o redator do livro.
Pagina por página. Ponto por  ponto. Acostamos um no outro.
Eu Lhe digo segue, tu rejeitas a ordem e para, para para bordar o beijo; para fazer crochê com os lábios e eu gosto! Incito  o pedido e lhe digo novamente, segue, não pare, esta é a hora — apimentemos a obra!
São nestas ocasiões em que os sujeitos são ocultos, e o predicado descreve a ação.
Quando novamente voltamos, coagiu-se  novo  parágrafo, a caneta já preencheu 500 folhas…
Por instante, paramos para reler os feitos, corrigir os entre feitos.
Que por mérito da gramática, o redigido foi um botado perfeito.
Os meses passam. Lá na frente somos a primavera dos frutos,  somos a razão das folhas que vem aumentando o caderno.
Pelo regozijo das escritas, entramos em férias, descansamos, damos uma pausa, gargalhamos  de outras causas.
Até mesmo vamos ao sebo, folheamos livros de terceiros.
Voltamos…  Sempre juntos, assistindo o torno do sonho,
Então novamente,  nos doamos para o segundo volume.
A vida vem nos editando. Atrás vamos nós, preenchendo linhas e construindo lacunas.
O soluço, o riso, a fumaça do café, o parafuso do tempo; tudo vai se transportando  entre vogais e consoantes.
Novamente paramos, fazemos novo aparte. 
O dia entra no meio, cozinha o mês; o mês sacrifica o ano, comemora-se o natal…
Quanto tempo já passou!! O começo foi ontem, mas o seu ditado preencheu glossários.  E assim, aqui estamos - elaborando a alma da história.