LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Roseira

J. VLemes

A Roseira do povo
Tão linda!
Nasceu num cercado vazio
Nasceu entre arbustos daninhos
Linda que era, mais se fazia
Mais os seus vestidos de pétalas, floria.
Os que ali passavam
Tiravam-na sem dó,
Beliscavam-lhe contubérnios
Uma a uma das suas rosas foram sendo tiradas
Ficou somente a roseira, já velha e cansada.
Agora os homens passam de largo

Lembrando tão só que ela fora desflorada.