LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Delírios de menino



Se é que possa não sentir saudade de quando dois corações, o meu e o dela se tocavam na ingenuidade de querer dar e ganhar o primeiro beijo…

Será que há alguém que consiga se negar de uma idolatria da meninice.
Será que alguém consegue apagar do olhar o álbum de uma primeira namorada
ou consiga dizer, isto é passado, isto foi bobagem.
  Ah! Como ainda sonho voltar os dias e compartilhar todas as coisas que sei fazer agora!
O amor ardia tanto que nos olhos dela havia o azul do céu, outras vezes um cristal de lágrimas.
Lendo as lembranças, consigo a semelhança de uma alcova onde até os ateus do amor se convertem no delírio da paixão…
Olhando pela janela afora — deuses mudam-se de lugares,
Abandonam seus ares e vem morar em recentes céus…
É fato! Já não voltam às sedas, as belezas, mas, ao adentrar neste quarto,
voltam os delírios dos meus meninos… 

J.VLemes