LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Reuniões

Dois meninos

Caminhava pela noite, rabiscava sonho,
Explorava versos.
Misturava os passos na areia,
Viviam o serenar das ondas que se quebravam na praia

Respingava em nós a fúria do mar
Suas ondas traziam afigurações,
que fosse por versículos na casca do marisco,
ou fosse por requisito deixado do outrora;

“como a reverência da infância”
ou como a relevância dos castelos.
Dentro do sonho cabiam os meninos,
um arquitetava roubar beijos,
o outro quem sabe projetava o futuro!




O mesmo Desejo

Acordas pela manhã e dizes Ter sonhado comigo
Igual a mim ! lhe digo! também sonhei contigo!
Tu me falava dos teus sonhos ainda morno
— Coincidência!? Ou será o meu, teu aluno?
Melhor! Será ele vaguear:
Discípulo de uma mesma cama?
Convidado de uma mesma mesa?
— Como desta afiguração nada se precisa
Ficamos certos de ser as mesmas querências, nos mesmos devaneares.
“Pois, meu sonho condizia ideal de iguais fantasias”

José Vitor