LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 27 de outubro de 2012

Similar

Poesia da carta que te enviei 
(J.Vitor)

A minha sina é esta que se revela:

O ouvir segue o badalar do sino
Os pés clamam pelos caminhos
Vai ao enredo do destino.
Assim se põe em carta ou vias.


Nela um reflexo: o sol que brilha,
Que apanha as ruas e trama encontro futuro.
O céu é este, feito de juras, todo de estrelas:
Desce em minha janela, se porta no meu olhar.

Tudo é similar, desde a Lua neste instante:
Fazer-se-á de ti numa esperança menina
Tu! Dentro da noite, eu dentro das letras,
Tu!, As letras destes versos!