LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 8 de novembro de 2011


No ripley da primavera exubera o meu olhar
entorpece meu pulmão com ar das flores.
Busco ressonar a comunhão, transtornando a tudo
preencho cada espaço, crio regaços no coração…
Dos cantos e dos encantos desperto canções.
 Agora… O sol se estira sem audácia ligeira,
e o meu amor está ao avanço da porteira
em quanto dedilho a viola descanso a saudade
colho as virtudes das frutas, pois sou um hortelão ansioso
sou aquele que pousou no campo,  que ergueu tapera.
e que nos tempos de espera, sonhou silencioso.

de José Vitor
Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Vedada a criação de obras derivativas 2.5 Brasil License.