LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 5 de abril de 2011

De repente


Abri a página daquele dia
foi de repente!
vi você ali ...  
Teu coração entre os dedos


Tua alma voante tocou o meu corpo
meus ouvido ouviu dores
Era teu grito... longe...
pus em tuas  mãos a minha fome.
Tirei do teu peito o dormente, entrei…
Participei da tua experiência de sangrar.

Abri os sentimentos    
e eis que para todo o sempre
e de toda escrita
dei atenção a uma só letra.
Foi de repente…
Passada linha por linha
Nelas coabitava uma sorte
foi assim… postulei a mais forte…
separei de si o gênero feminina: amor…
percebi então que a minha dor
buscava do coração um requerer…
e que o pretérito da agonia,
chamava-se Maria!
Declarei meus segredos
Tranquei a porta atrás de nós;
As inquietudes se trocaram de vestes
Todo verbo foi despido e
as palavras ficaram a vontade.
  
de J.Vitor