LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Minha biografia


Meu pai foi o meu primeiro exemplo de poeta, aonde ele fosse chovia amizades.
Ele me ensinou o primeiro copo de cerveja
Suas bitucas de cigarro eram troféus no meu aprendizado

— O que mais eu posso saber de poetas em noites fria!? —
Rolava na cama… Pelas altas horas a porta rangia… minha mãe se erguia da cadeira, saia-lhe ao encontro; mas não era autoridade para fazer qualquer comentário;  —“ Ela foi feita  para me acudir”, tremia…
Se disser que não amei meu pai, estou mentindo, ele foi meu herói!
Pois achava que as grandes pessoas fossem cópias das coisas que ele fazia: Boteco noite e dia com direito a urgia!
De manhã eu acordava triste, ele já se havia no rompante.
Minha mãe me abraçava e eu achava doce olhar os seus olhos…
eles se acetinavam como se fossem faróis na torre mais deserta!

de J. Vitor