LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Um Pedaço que Perdi

Um Pedaço que Perdi

Sinto saudade!... Caminhar as antigas ruas, pisar as sementes; folhas de outubro, flores de maio de março, frutos de verão, amizades do ano inteiro. Sinto saudades!, Até dos vizinhos que rapidamente os via.

As árvores me fazem sentir saudade. Cada uma dentro do seu cubo, cada quarteirão como se fossem meu portão ou como se os arredores dissessem: A Vila, mora ali “no Campo Belo.”
Bem sei que estou na remanência; reconheço o meu menino — plantarei nele outra figura, viverei por ele outra lisura que jamais se esquecerá deste senhor! — Não direi mais, “dura saudade”.
Querida!, de passagem voltarei a campo belo! e reviverei a doce alusão que o tempo rabiscou, marcou o nosso corpo, gravou um jardim inteiro; até aquela primeira roseira irá sorrir e nos dará suas flores!!!


de J.Vitor



2 comentários:


Silmara Lemes disse...
"Bem sei que estou na remanescência" o bom de estar na remanescência é essa saudade das ruas passadas... elas agora parecem mais bonitas...
jose vitor Lemes disse...
Silmara. Das mais bonitas vi nascer um filme com cenas de realidades intermináveis. Não direi somente um documentário nu e cru, mas sim, a alma, o amor com todas as tonicidades de cor... Vi brotar no primeiro sorriso a estampa de uma vida inteira