LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Stela

Naquela estrela…
Longe dos olhos
Mora uma morena!

Passa-se um tempo
Longe de esquecê-la
A noite se abre
E La está ela!

De quando em quando... sempre!
Vou buscá-la.
sigo seus rabiscos cadentes
São às vezes dos nossos encontros


Qualquer dia,
Numa transição desta
Nunca mais voltarei
E talvez ela nunca mais ilumine a terra!


Aquela estrela
Viaja nos meus olhos
Declina-se no meu peito
Faz-me pairar na inércia
As nuvens me amparam no colo
Basta isto!
“Então alcanço o seio de Stela!”

de J.Vitor