LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Falava-me de poesia



Falava-me de poesias!
Ensinava-me versificar
Punha sorrisos dentro da criança
“Dizia” — filho!

Falava-me de poesia!
Ensinara-me a criar alegrias!
Buscá-las dentro das canções,
Levava-me por mão de magia.

“No seu altar eu a ouvia — filho…”

A vida é agora à minha filha:
Cria das coisas que ela me deu.
Tais como a possessão de família.

“Do meu lugar, ouço — filho!”

A vida me ensinou a transição…
de alguém que ouvia para aprender, e
Que agora cala para ouvir!


J.Vitor