LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 31 de maio de 2011

Cada Instante

Surpreendo-me a cada instante, e das vezes que me debruço na varanda
Sento-me na cadeira estática, desenrolo a cortina “do La de fora”
Miro as fissuras na calçada, e me perco nas novidades, a vida passa!
Meu Deus! Para se ter uma idéia minha rua foi de terra, eu deslizava sobre o
chão  Vermelho,  rodopiava na cela meu pião de pau, 
descia a ladeira em minha prancha
com rodas de ferro, o dia terminava.
— Lá, dificilmente qualquer outro veiculava,
ou quando fosse era meu avô convergindo a charrete entre o trilhar do caminho.


A minha veraz surpresa é esta: estou na mesma cadeira, atino olhares perdidos
Pendo-me para os lados esquecidos, desatino gritos e só ouço apitos de automóveis modernos.   






de J.Vitor