LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 31 de maio de 2014

Fui poeta um dia

J. VLemes

Fui poeta um dia
Não marquei àquelas horas,
Nem sabia que estava arrimando palavras.
Ah! Como gostaria de ser poeta frequente, e,
que não fosse tão só, um ato de ventania.

Se eu fosse um poeta construtor de alegrias,
bem saberia o que o coração precisa:
Coração é caliente, não vive de brisa…
Ele precisa de fogo, adrenalinas de amor;
necessita varar o condão das noitadas
Seguir… beber e sair pelas madrugadas.

Se novamente eu vir a ser poeta, então sim,
Usarei a primeira experiência,
Marcarei os momentos, darei nome a qualquer felicidade, sagrarei um quarto para cada sonho.
Até fabricarei feriados para as fantasias…
Perfarei o mais moderno aero modelo,
Porei em seus assentos as brasas do pensamento.

Tudo isto farei a tempo, se for poeta novamente.