LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 4 de agosto de 2013

CAPITULO XIX - CHUCHU - Recordando o berço

[ J. Vitor ]

Quando ainda chuchu pequeno, sem preocupações, dona Helena Beltrão Sanchez acompanhava o desenvolver do meu crescimento. Nesta época (4 meses atrás), minha família verde partilhava comigo um espaço na chácara dos Sanchez,  (Rua Arthur Thiré).
O habitar era junto de uma torre elétrica, construída no tempo da Light.
Vivi a concepção de recreio até ficar adulto. Depois, numa bela manhã, fui apanhado de lá. O certo é: tempo de chuchu não passa de uma temporada e eu já estava na idade de ser consumido por humanos; E isto se deu quando dona Helena fez um apanhado. Então senti o meu rabicho se despegar do talo. O cordão  do apego ficou prezo no meu corpo. Meu primeiro passeio foi naquela manhã, vim parar numa pedra dura que o seu Raul chamou de pia — disse para Helena: Coloque na cozinha, irei separar alguns. E assim, entre os meus irmãos viajei para o Jabaquara. Chegado lá, dentro da mesma semana, fomos separados e passamos a ter nomes específicos, como, suflê, picadinho, filezinho… Somente eu fui escolhido, visto que era o de maior tenra idade e que de dentro de mim aflorava-se os lábios da vida.

 Os meses passaram, hoje sou pai destas ramas que se ergueram em minhas costas.  Viverei frondoso pelo tempo que só Deus sabe. Irei presenciar as mesmas coisas que a vida faz repetir em cada ciclo de beleza.