LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 6 de agosto de 2013

CAPITULO XI - Chuchu - Relatividades

[ J. Vitor ]



Para plantar é preciso semente. Uma semente dá o resultado da sua espécie.
Para plantio do meu chuchu, escolhi o local da nascença. Fiz isto sabendo que aquele local passaria a ser casa de um vegetal.
Se colocarmos tento saberemos que a vida humana tem básica semelhança, vejam: O homem escolhe para si a (progenitora) mulher, planta a sua semente e espera pela vida racional.
Se olharmos do lado da terra ou do lado da genetriz, o mistério da existência acontece de mesmo princípio. Ambas ficam esperando que aleitem em seu colo a semente da razão.
Agora irei mostrar a paridade entre construir e parir:
Uma casa é erguida na escolha (compra) de um local. Estuda-se o projeto e finca em seu solo as hastes de um levante.
O material que irá compor o conjunto serão artefatos minerais como: tijolo, areia, pedras, esquadrias…

A relação que temos, é:   O nosso útero é escolhido por um dono; ele compra a terra com valores de amor, e desta forma é como se ele contratasse todo o operacional já existente e implícito no DNA que traz a carga de todo material para principiar o condão de uma alma que virá ao termino do tempo ser uma residência do espírito.