LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Pódio


[J. Vitor]

Conheçam-me um pouco,
Sou um juízo louco.
A vaidade caminha meu ego, 
E de fatuidades me apego.


Cheguei acreditar em seres simples
Tipo homens de pareceres sisos,
Cujos atos, embora meros, precisos… 

Pura ingenuidade… tratando-se de vaidade!

Acompanhando a vida em seus delírios
Posso dar luz a esta obscuridade,
Assim como perguntar a mim:

Se naquilo que faço, de fitas e laços,
Pratico somente o meu germe inocente!
Descobri que não fazendo analises com a ilusão,
Ponderando o pódio da alusão, desvendando o tal delinquente.

Conheçam o aferro que tenho quando escrevo,
Quando aberro rimas e as torno em poesia.

Pergunte quem sou… se é que não sou: fugia…!
Não só eu,
Todos os meus eu [s] são escravos em fantasia.