LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Repouso na primavera

             ASSISTA O VÍDEO>>>>     http://www.youtube.com/watch?v=Wg1RaQ1TtnE

… Convirjo-me no reprisar das flores,
na versatilidade das frutas,
no perfume que elas causam e praticam primaveras.
“Retorno a cada estação”
Entorpeço-me com a beleza das rosas,
chego a embriagar-me nos pequenos resquícios,
refaço recordações, desfaço agonias.
despacho o aforismo como pena que pluma sem pressa
que aos poucos se arruma numa vadiagem.
Não faço ardis com beiral de alameda.
Quando canso descanso na mureta da sombra
nos sobejos das telhas, depois reergo-me, sigo…
a jornada é campestre, bebo o ameno sol,
após vem a noite, traz o luar de enfeite,
e tudo cobre-me com terno lençol…
Os meus olhos dobram-se como joelhos, descansam…
O sono mapeia o ontem, o sonho desenha o alvorecer,
o anoitecer passa nas vagas até que acontece o amanhecer,
os pássaros desenrolam a aurora, volto novamente,
busco o hálito, visto-me de ver repente… frutos amadurecidos.
Frutos que no outrora eram simbólicas flores.
Repito o arrabalde de novo dia, transmudo entrada, sigo…
A decorrência da beleza se restabelece, acontece a cópula do calendário.
Uso toda a alma para atravessar o Egito,
quarenta anos Senhor! Ainda estou aqui,
Alimento a minha raça com codorniz
Bem sei da terra que mana eterna!, e do luar que se agacha em esperança!


de J.Vitor