LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

A mesa de Maria

Se de quando… num momento fugir do enredo a frase amor,
ou que for por descuido, no caso: nas horas bregas da vida — aquelas que nos atormenta com efemeridades, e até nos leva ao mais distante Japão. Saiba! Até lá está o meu segredo, ainda que compactado ou zipado, porém, totalmente visível no sorriso, totalmente estampado no desejo de voltar, de remostrar a combinação do amor….  

Se de quando… ao acordar pela manhã e pressentir o outono, abrirei a janela, mesmo que neste instante perpasse um poucochinho de vento, e que as folhas estejam descendo, ainda que preguiçosas, saberei que estão indo de encontro à fertilidade, pousarão no piso do jardim, farão um tapete obediente, a cada gesto do tempo tocarão nos caules da renovação. Lá de baixo quero ouvi-las, sei que estarão clamando pela primavera.
Se de quando a primavera chegar, já terei despertado; os vasos na mesa  estarão na espera,
a saber que breve ornarão a casa de Maria!

de J.Vitor