LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 1 de maio de 2011

strip


Era um final de tarde, a cidade girava agitada; formigava-se de pessoas que iam e vinham. — Normal para um fim de dia quente. Boa parte seguia para os pontos de ônibus, para o metro; entravam nas lojas, aglomeravam-se nos bares, perfumarias, barraquinhas nas calçadas.
O som de tudo fazia a música da metrópole. Eu, entre eles… simplesmente caminhava, seguia sem endereço. Atravessei no farol. Do outro lado iniciava a Rua Aurora.
Rua Aurora?, Não sei pormenorizar com exatidão; talvez fosse a Timbiras, talvez outra; não importa; Lembro-me disto:
Num relance, lá deixei os olhos, entreolhavam… “seduziam-se dos cartazes”, ou meramente de conhecer a casa de Irene, os cines do pornô, os bordéis.
Passando por uma porta semi-aberta, Vi no intervém o relance da dança; o palco era de luzes pretas com neon, A apresentação flutuava num tablado vermelho, ao centro outra elevação. Ali, conduzia-se o show de Alzira em cima do queijo!

— Fanfarreava sedução, insinuava movimentos atrevidos, tirava da platéia, deléveis gemidos, ais espremidos…
As portas se fecharam na pequena demonstração.
Eu não pude sair dali. Tirei do bolso duas notas coladas. Passei pela portaria, ajustei-me entre os demais, e, a mulher dama continuou seu trabalho de strip-tease…

de J.Vitor