LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 9 de janeiro de 2011

Carta

Esta saudade mora num abrigo inesquecível.

É dela que preciso quando falo de mundo, de família,
e de tantas outras que me faz somar.
A saudade preserva, me conserva, reserva a alma!

Querida, olhando para a fase desta lua, rebusco…
Trago o plenário dos passeios que fazíamos aos domingos
Se às vezes passo por lá, lá está ela, a saudade…

Enxergo aquele teu vestido colorido nos braços da grama verde
Sei que é fictício e tudo não passa de um desejo interminável
tento consolar-me desta nossa separação amigável ,
porém plantou-se em mim  um coração implacável…
briga com o meu sono, acorda-me nas madrugadas,
e nas muitas  vezes leva-me ao mesmo abrigo.
Talvez amanhã ou depois, não haja mais aquela casa,
e as plantas se percam entre as daninhas, tantas...  

Sim!...  Se o amor acabou, ao menos um resto de nós
deve existir, que seja o persistir do silêncio
o confinamento das portas fechadas …


Texto J.Vitor