LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Caminhar em ti

Caminhar em ti é ligar a êxtase supremo dos cios,
É atar o estremecimento dos teus ais gulosos
São roubar do teu coração os vulcões dos deuses!

Caminhar nos sentidos é fazer uma viagem sem pressa,
 é tatear devagar, é entrar pelo olhar, viajar... viajar,
é trocar de lábios, entrelaçar as línguas e ficar preso num céu de prazeres

Ah! Caminhar no sentido é sair do mesmo olhar,
É fechar o mundo enquanto por si passeia o silêncio dos dedos
ou ate que a noite se dissolva com o suor do amor!

Caminhar! Caminhar!... Tatear a textura da pele
misturar até que se desmanche os corpos na seda do lençol
e a alma  se dês[feneça] no joelho

Quisera que os sentidos tivessem todos os vestidos
Então, a cada dia recorreria a um recomeço inesperado
Pernoitaria nos limites do propiciar da fantasia.
Nada deteria as explosões, os badalares de sino!

Ah! Caminhar no sentido faz sussurrar o trovão
faz lampejos sutis no encantamento, aflora a paixão
Exaspera o pecado acatado.

J.Vitor