LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Noite dançante




Deveras, eu, ela, nesta noite junina
O compadre toca no terreno uma moda tremonha
* Cá dentro, dançamos quadrilha
* Lá fora, as caipirinhas bravateiam risonhas.

A fogueira crepita flamas amarelas.
Quando a chama abaixar, as brasas estiverem espaças,
poremos batata no rodapé do fogo,
cobriremos com os tições avermelhados.


Seu Quintino faz quentão, sua filha faz pipoca.
Damos uma pausa na dança,
pois o cheiro da batata doce dança no ar.
O céu está rosado, contento de crença.

Aviva-se a festa de Santo João padroeiro...
Os meninos gritam, clamam pelo folguedo
repetem exclamações de farra;
bandeiras esvoaçam da mesma algazarra.

Noite de riso! Pena. Rápida caminha…
Leva-me distante. Posso relembrar
Velho: trazendo lá de o rapaz daquele instante, e,
Sem a parceira daquela noite dançante.

J.Vitor