LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Como antes

Ensimesmado, passo pelos encantos.
Planejo destra estória!
desfecho recados da memória,
das alusões pressentidas de cantos.

Sei que são coisas de passado...
Mas, entram constantes a cada fato.
Dá parecer de geométrico amontoado:
Como o retângulo de portar foto.

O chão que piso, escreve nome,
Até a cama… reclama… vazia.
Não sabe passar à noite em agonia
e finge que o dia D não some

Depois... abro a porta, entra o vento
como antes.
 O sol também entrava!
Evito sair à noite, para não ver a lua...

Como ir ao mercado?
Nas prateleiras, tem sapatos 34,
Tem requeijão, queijo mineiro,
Tem perfumes para rememorar…

No trânsito, paro no farol,
Coisas que já fazia antes. Vermelho, amarelo,
Cadê o verde? Por instante ele sumiu...
O guarda apitou... Eu também estava sumido...


de J.Vitor