LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Procuro


Procuro,

— Trabalhava um poema, enquanto uma borboleta de asas carnavalesca esvoaçava ao redor da luz acesa.
Quis brincar com ela, apaguei o lumaréu deixando-a no escuro.
A primeira vez ela posou intuitiva sobre o papel na escrivaninha.
Tornei as luzes, ela estava como se mirasse à escrita.
Voltou a revolutear, porém, nas folhas brancas, desprenderam-se três cores:
Sobre aquelas cores montei o meu poema...
Estava na terceira linha, precisava de uma quarta cor para completar.
Levantei os olhos para me inspirar do último colorido
Ela havia partido e eu passei a procurá-la…

de J. Vitor