LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Espiando


Por detrás da cortina “Escapava Imagem proibida.”
Casualmente avistei na pintura da manhã;
Cobicei a imagem sedutora como se estivessem no papel, rascunhos do pincel.
Busquei suas poses transcendentes e coloquei na reflexão,
vi tal monumento posto de onde estava: um espetáculo parado adiante dos olhos! Visto da janela:
“— Ficou lá… tomada de exibição!”

Por detrás da cortina “sua sombra era cheia e nua.”
Era uma figura torneada, de corpo roliço.
Eu, um ingênuo artista, ainda não havia pintado tal quadro.
Encilhei o cavalete, prendi nele uma tela crua;
Deixei um dos meus olhos pregado naquela criatura.
E com outro me pus a pincelar. Nada saiu só borrões.
Ela inteiramente despetalada provou que eu nada sabia de pintura nua…

de J. Vitor