LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 5 de maio de 2014

A menina da esquina

J.VLemes

Tirarei aquela menina da esquina
Não me aquietarei, não permitirei tal dor sem que sinta também o abuso da cidade de ferro.
Percebe-se que soldados lascivos se debruçam ao seu serviço. Nada fazem os coronéis.
Quando passo pela tal avenida, lá está ela, perdida,
Quase sem vulto, quase sem alma,
Reconheço uma vitima preste a sua cruz.
Toda vez que ali passo, recuso estacionar o olhar;

Se pudesse tiraria aquela mulher da sua estatueta de sal e poria  no lugar a menina vencedora.