LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Silêncio da alma

J.VLemes

Sou assim… completo! Levo as minhas asas ao mais alto desejo e quando quero deixo de ser livre, deito-me numa gaiola somente pela vaidade trapezista dos poleiros difíceis, e ainda se quero salto sobre a quimera ou simplesmente mantenho os pés no chão…
Sou assim… O além quando o que penso está longe, passeio! Saio pelas fronteiras, vou à busca do que me dedico, vou e trago mudas raras, “exóticos amores” em cada portão há uma deixa... um coração para pegá-lo após, a isto não me abdico; faço um dois até mais sorrisos; digo adeus e premedito voltar se o coração pedir, se o amor trocar de pensamento, quem sabe? Ele sabe! Sabe de ouvir o sertanejo, a viola, a padiola dos passarinhos curiosos, o sino do gado, o boi no beiral da cerca… “o silêncio da alma é assim:” ela conta cada gota de orvalho.