LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 25 de março de 2014

Uma razão

[J. Vitor]

Assim começou uma profecia
Vertia-se de infância,
Primas flores que de ano a ano,
Condizia-se d'uma rosa…
Tinha promessas do acaso,
Lábios sem uso,
Coração sem rasgo,
Amor ainda puro.
No repente,
Como num sobressair de lua
Foi ateado ao gesto feminino
Seu olhar tinha flecha
Disparou-se ao cerne do sentido.

Veio sem pressa ou palavra
Entrou por uma noite,
Passou a viver o sol de cada dia