LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 11 de março de 2012

Eu e tu


Enquanto vivo o dilema de escrever-te um poema,
ponho na pasta da imaginação a pena da contemplação.
depois... Caminho o olhar para cima, e então vejo em tuas mãos — uma margarida do campo — Esqueço até o por do sol perfeito, ele é um intruso que quer barganhar o sujeito.

Pois entre tu e eu há um pequeno espaço... Que na verdade não passa de mero compasso onde eu possa desenhar-te. 
Passo a passo contorno o brilho do teu sorriso, diviso-me entre olhares e pensamentos… Confisco a palavra amor, ladrilho o piso dos meus ensinamentos. Ergo um capitel de juramentos. Deito o livro fiel e obediente que tem na capa o nome de uma confissão eterna.  

de J.Vitor