LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 17 de dezembro de 2011

A face do espelho


Deveras! Este que me olha e que me veste por fora
é o mesmo que caminha só.
Se de quando aqui nos encontramos, revela vaidades
retrata  a minha pele craquelada
desfigura-me o rosto que um dia foi modelo.

Deveras! Este que me olha, faz medo;
Destampa os meus segredos;
por mim deixá-los-ia esquecidos.
Mas não é assim  
Estaco-me diante dele, ajeito no pescoço a gravata.
Se os olhos dele não me consolam

A menos sei que o coração não pode ser visto
e que sua cor tem para si o vermelho do amor
Deveras! Senhor espelho… Tu não tens o meu previsto...

de J.Vitor