LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 21 de abril de 2012

Amor de colégio


Lá atrás… onde o tempo regalava…
se dava a orbe normal de um moço,
lá viveu um colegial sem fantasias,
Pronuncias vazia, uma fala sem princípio,
sem "oi"!  Fraco astral!

De lá as comoções faz um filme diferente
mesmo das frustrações, as que consegui!
Maldigo-o por ter sido tão displicente
Se não fosse! Quem sabe tu estivesses aqui.

Passavas por mim, aberrava o desejo... Escondia-me,
o sensual namorava informal
pois, no olhar morava um apaixonado casual,
embora[mente] o coração ardesse  a coragem se escondia

“Somente os olhos eram desinibidos,”
um artista na concepção do lápis…
um Dom Juan em seus libidos

“pago por não ter apostado no sortilégio do destino”
não persuadi aquele "oi", nem desmenti o tímido,
Martirizo-me por não ter tido um lapso de paixão
ou por não ter apostado naqueles meninos…
olhares recolhidos… não tinham no pensamento uma concepção
Não tinha um galanteio qualquer, uma conquista sequer…

De J.Vitor