LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Dia do juizo

Quero, oh céu! rogo, por Deus!
Comungo o juízo do que fiz
Espero condizer dia feliz.

Irei, oh céu! ver Deus!
Responder pelo que fiz,
— Ouvirei o juízo. Falará de um homem preciso
Intermediado pelos seus.

Irei, casa de azul tranqüilo!
de um repouso não obstante.
dos instantes constantes
guardados num véu de cochilo.

Levo a certeza dos amigos.
(Famas e chaves para a nova colhida)
Lá lerá a crônica, “livro de abrigos”
Numa pasta de vida tida.

de J.Vitor