LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 9 de junho de 2012

Solércia

“Esta noite o amor marcou as suas horas”
Entrou no seu jeito leigo de aprendiz
Deu-me o primeiro beijo
Fez-me um convite sem limite
Propôs-me a condição feliz
Não me falou de coisas vis
Simplesmente me olhava
Seus olhos trocaram-se de lugar.
fez-me saber tudo sobre olhares
pôs-me ao patamar de uma estrela
e eu me senti dona da noite
O relógio descia sem pressa
a madrugada era um astro tranquilo,
e a sua voz o sereno doce que cobre a flor
e se troca por amizade intima de amor

Quando então, sem poder mais… desfalecemos;
“vez ou outra ouvíamos acusações dos pássaros”.
Nos apercebemos, o dia raiava
nos erguemos como lagartos...
fomos saindo aos poucos e notando aos poucos
que a solércia nos havia transformado em borboletas!

texto: J.Vitor