LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Castelo de areia

Caminhava! À noite se enchia de estrelas!
Em cada uma havia um verso, uma estrofe para sonhar!
Havia lembranças para buscar…
Até o rastro na areia contava estória, trazia memória.


Eu sabia das ondas que me ruíam os pés, e
voltavam para o oceano arrastando o clamor das águas,
Rolavam juntas de muitas lágrimas trazidas da vida antiga, e
levam o presente para o passado…

Caminhava! Havia uma porta naquela paisagem
Levava-me para rever um Turnê, reconhecer a tantos castelos, sobre tudo:
Plagiava dois meninos tontos que imaginavam criar o futuro!

A noite recompunha sonhos trazidos da maré,
quando as águas baixavam, ficavam as cascas de mariscos,
A relevância da infância, as brincadeiras de criança!!!

Terminei a caminhada, fechou-se aquela porta
A noite se trancou lá em cima e eu voltei a ser adulto!

de J.Vitor