LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 1 de maio de 2010

A estância que nasci

Quero a minha cidade, a casa onde morava.
A Vila... Quem sabe ainda estejam lá amores de princípio.
Valéria... O campo de futebol... A “pharmácia”, o emphório.

Beirando o município, quero apontar os becos reconhecidos;
Se lá puder, quero ver descer o horizonte,
Reviver e ver o voltar do sol!

Não sei se encontrarei vida ancestral,
Certamente, os que agora estão lá,
Não fazem mais brincadeiras iguais.
CANTAM MÚSICAS DIFERENTES... Outro dó ré mi fá.

Por certo os amigos de cela, Gusmão,
De bolinha, de bola e os de pião,
Deixou à distância, toda pedra de infância.
(Irei neste passeio... farei voltar a minha criança).

de  J. Vitor