LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Natureza

Numa gruta dentre rochas de granito,
Saíam das pedras, águas límpidas,
Dorso de onde fontes se abriam em corso

Fluía assim um cristal gelado:
Jorros da pedra, do Deus natural;
Dono dos declivosos caminhos sulcado
Onde as águas rolam em vala escultural.

Lugar próprio para receber mensagem
Sem precisar de linguagem
Pois,  lá,  a imagem do palavreado em vulto.
O próprio local faz do oculto o seu culto!

“Não obstante homens desnaturados,”
Desvaleram o vale e criaram padroeiros.

de José Vitor