LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 30 de abril de 2010

A chuva deste instante

O aguaceiro batia saudoso, bem nos fazia.
Porém a chuva deste instante
São lembranças de remoer a mente.
Desce cheia, traz as deixas de fantasia.

A chuva nas calhas lá fora.
Bem me serve nesta hora,
Vem aguar a minha memória.
Melhor me faz, lembro-me agora:

Da chuva que pimpolha nas telhas
Faz reaver as mesmas de quando juntos.
É como se estivesse a nos bisbilhotar.
Deitados, nada fazíamos... Sorriamos por vê-las.

Ponho o meu rosto na janela
Vem a lembrança misturar-se dela
Quando já tonto... Embriagado do chuviscar
Volto caído no sono, acosto o travesseiro,
E durmo no sonho das noites sem magoas.

de J.Vitor